Resum

Resumo: O trabalho pretende analisar a formação do português e seus paralelos literários e históricos em relação ao castelhano e ao catalão. Para isso, primeiramente realizamos uma breve contextualização da trajetória linguística e literária das línguas iberoromânicas, a fim de ressaltar as semelhanças e diferenças na Hispânia. Em seguida, abordarmos três autores que, entre os séculos XIV e XIX, destacaram e realçaram a língua portuguesa em seu próprio tempo: o Conde D. Pedro de Barcelos (1287-1354), com sua Crónica Geral de Espanha de 1344; o padre e jesuíta Antônio Vieira (1608-1697), com o Sermão vigésimo do Rosário, e o poeta parnasiano Olavo Bilac (1865-1918), com o poema Profissão de Fé.Palavras-chave: História da Literatura comparada, Castelhano, Catalão, Conde de Barcelos, Antônio Vieira, Olavo Bilac.

Text complet

The PDF file did not load properly or your web browser does not support viewing PDF files. Download directly to your device: Download PDF document
Back to Top

Document information

Published on 20/10/15
Accepted on 20/10/15
Submitted on 20/10/15

Volume 30, Issue 2, 2015
DOI: 10.7203/caplletra.58.7136
Licence: CC BY-NC-SA license

Document Score

0

Views 1
Recommendations 0

Share this document

claim authorship

Are you one of the authors of this document?