Abstract

Neste trabalho a dependencia da capacidade de rotaçao plástica com relaçao às características físicas, geométricas e construtivas das vigas de concreto armado, ou dependencia estrutural da capacidade de rotaçao plástica em vigas de concreto armado, conforme definiçao por Bigaj [1] é avaliada através do Método dos Elementos Finitos. O termo dependencia estru- tural refere-se a relaçao necessária ou interaçao entre o comportamento da estrutura e seus materiais constituintes, tais como concreto e aço ou mesmo fatores geométricos como efeito de escala. O objetivo é conseguir uma melhor compreensao sobre o comportamento nao-linear de elementos de concreto armado e executar estudos paramétricos extensivos por meio do modelo analítico desenvolvido por Bigaj [1] afim de analisar o fenómeno da capacidade de rotaçao plástica em elementos de concreto armado. Supoe-se que somente a ruptura por flexao é relevante devido à capacidade resistente suficiente do elemento ao cisalhamento e torçao. O trabalho inicia-se com uma revisao de literatura a respeito do desenvolvimento da rotaçao plástica em vigas de concreto armado, atentando tanto para aspectos experimentais quanto a aspectos de modelagem analítica. Dá-se enfase especial na introduçao da dependencia estrutural da capacidade de rotaçao plástica em vigas de concreto armado. A dependencia do tamanho do elemento e a propriedade dos materiais de construçaao sao enfatizados. Os componentes essenciais do modelo de Bigaj para o cálculo da capacidade de rotaçao plástica sao discutidos. O comportamento da rotaçao plástica é analisado levando-se em consideraçao a deformaçao localizada em zonas de dano da regiao plastificada. O Modelo de Fissura Fictícia e o Modelo de Zona de Dano na Compressao sao adaptados à Mecanica da Fratura a fim de modelar o comportamento do concreto a traçao e compressao respectivamente. Nas simulaçoes numéricas utilizou-se o programa FEMOOP, um "solver" desenvolvido segundo o Método Elementos Finitos e aplicado para avaliar a ductilidade em vigas segundo uma análise 2D. Exemplos de aplicaçaão são apresentados para avaliar o potencial das implementações cujos modelos forma gerados com o programa GiD desenvolido pelo CIMNE.

Full document

The PDF file did not load properly or your web browser does not support viewing PDF files. Download directly to your device: Download PDF document
Back to Top

Document information

Published on 01/10/10
Accepted on 01/10/10
Submitted on 01/10/10

Volume 26, Issue 4, 2010
Licence: CC BY-NC-SA license

Document Score

0

Views 25
Recommendations 0

Share this document

claim authorship

Are you one of the authors of this document?